C   redit
Questiono-me sempre se sou solitário ou carente.
— Desejos de Arthur.
Nunca tratem as pessoas de modo diferente por causa da aparência delas.
Tiago 2:1.    
Quero braços que me tragam paz, quero abraços que me acolham.
Gramaticas.
Eu realmente desisti. Mesmo. Sem volta. Me acostumei com a ideia de passar cada dia da minha vida sem você, ver você feliz com qualquer outra pessoa além de mim, me conformei. É isso, felicidades.
A culpa é mesmo das estrelas? 
Aprendi desde cedo que, não se ama sozinho. Que não posso esperar muito das pessoas, na verdade o melhor é não esperar nada. Que é necessário aprender a lutar minhas lutas sem ninguém para me ajudar.
Dois tons de amor.  
Com o tempo a vida faz crescer e aceitar, que de repente tudo muda e troca de lugar.
Nx Zero. 
Ela disse: “Estou com tanto medo…” E eu perguntei: “Por quê?” Aí, ela respondeu: “Porque estou me sentindo profundamente feliz. E uma felicidade assim é assustadora.” Voltei a perguntar por quê, e ela prosseguiu: “Só permitem que alguém seja assim tão feliz se estão se preparando para lhe tirar algo”.
O Caçador de Pipas. 
Eles tem aquela química, quando um está perto do outro, ou bem próximo, ate onde os olhos não podem ver, eles pegam fogo, era só um lembrar do outro, que pronto, algo subia desde seus dedos dos pés, ate a nuca. Eles não conseguiam explicar o que era aquilo, mas estava na cara que um desejava o outro. Quando se viam, seus problemas tornavam-se um só, um cuidava do outro e era isso que fazia algo crescer dentro deles. Sorrisos eram distribuídos por todos os lados, e não havia motivo ou explicação. Eles eram discretos, não queriam que outros soubessem, talvez não agora. Acreditavam que quanto menos soubessem, mais poderiam viver desse jeito aventurado, cheio de mistérios. Eles não sabiam o que eram, não sabiam se seriam, ambos talvez queriam, mas tinham medo de serem e quererem e toda essa magia acabar. Viviam assim, nesse sentimento que não davam definição, não tinha explicação, mas era algo grande, bem grande, que ficava ali, ocupando quase toda parte dos seus corações.
João Paulo Ferreira.  
Eu me apego fácil e demoro pra esquecer. Combinação explosiva para um coração fraco como o meu.
Caio Augusto Leite. 
Às vezes, você faz escolhas na vida e, às vezes, as escolhas fazem você.
Se eu ficar.   
Um dia de cada vez é tudo que eu preciso.
Britney Spears.
Por que se preocupar por tão pouco? Por que chorar, se amanhã tudo muda de novo? Parei de pensar e comecei a sentir, nada como um dia após dia.
Capital Inicial. 
Sozinho posso te ver melhor, quando se vai o sol procuro o fio do seu cabelo no lençol. Baixei aquele filme que, cê disse que era bom e vi que nada é tão bom quando cê não ta aqui. Um dia sem você é triste, uma semana é maldade, um mês não existe, dou meus pulos, atravesso a cidade. Junto dinheiro pra financiar a viagem, uma bolacha, um salgadinho, 2 refri e a passagem. Já era, já fui, me espera amor, vou atrasar mais 10 minutos, parar pra te comprar uma flor. E to pronto, na melhor roupa que eu tenho, uma rosa na mão esquerda, na outra mão um cartão com desenho. Correndo pra rodoviária, o buso sai às 9:00, desculpa o cartão molhado, é que Novembro sempre chove à tarde. E hoje a chuva tá bolada, já me sentei, fiz minha oração, se Deus quiser nem pega nada, vai. To indo sentado, vendo as montanha, lembrando que quanto mais você me perde, mais vezes você me ganha. E aquela briga ontem foi foda, eu não queria te dizer, que eu não queria ter você, mas eu queria que você soubesse que eu me importo e que eu sinto que essa chuva é o reflexo do estado do meu corpo. E foi pensando nisso que me joguei pra cá, pra ver se quando eu te encontrar eu faço essa chuva parar. Será que isso é possível? Eu sonhador demais, na entranha dor demais, essa estranha dor é mais do que saudade, é como uma necessidade, de poder ter a certeza que não era verdade o que você disse por telefone, que tava na hora de eu te provar que podia ser o seu homem. Que um menino que nem pode sustentar um lar, nunca seria bom o suficiente pra tu casar. Foi pensando nisso que eu entrei nesse busão, mas talvez eu seja só um menino com uma rosa na mão. E eu te ligo no celular, te avisando que eu tô indo, e te pedindo pra ir lá par me esperar, mas você que nunca disse que me ama, mais uma vez desliga sem dizer, se arruma e vai pra cama. Tudo bem, dorme bem amor, te amo, quando acordar passa perfume que o seu homem tá chegando, vai. A cada segundo a chuva aumenta, nessa poltrona, a cada minuto que eu durmo, eu acordo quarenta. Janela embaçada, tampando minha visão, eu fecho os olhos e praticamente sinto sua respiração. É como o silêncio do meu quarto sem você, culpa dessa distância que me impede de te ver. Me impede de provar que te mereço, e te mostrar que o dinheiro tá pouco, mas que a alegria não tem preço. E eu pensando em você nesse momento, aproveito o tempo, pra treinar o pedido de casamento. Depois da briga, acordei cedo, peguei toda economia e comprei a aliança em segredo. Juntei moeda por moeda, pra poder tá aqui, pra mostrar que um menino pode te fazer sorrir. Te sentir mais uma vez, sentir por uma vez, que achar que eu sou teu sonho não é uma insensatez. Mas pera aí, eu ouço um barulho, o que que tá pegando, a aliança caiu do meu bolso, tudo balançando. Quem tá gritando? Por quê ta girando? Alguém sabe? Tento chamar seu nome, mas minha boca nem abre. Barulho de chuva, pneu, escuridão, lembrar seu rosto se tornou a última opção. Agarro forte a rosa na lama, menino ou homem você me deixou partir sem dizer que me ama. Eu não pensei que fosse pra tão longe essa viagem, toca o celular é você me mandando mensagem, eu preso nas ferragem sem me mexer, sei que você me escreveu mas fecho os olhos sem saber o quê.
Projota.  
Sabe o que cairia bem em você?” “Stubb se você me disser que você cairia bem em mim, eu juro que desisto de você.” “Eu não cairia bem, cairia ótimo. Combino com você.” “O que? Você tá me zoando, né? Você não combinaria comigo nem se você quisesse muito.” “Claro que eu combino contigo. Eu sou um idiota, tu não é muito diferente disso.” “Você é bem idiota, bem mesmo.” “Sou idiota porque continuo contigo? Concordo.” “Não. Você é idiota porque é. Sério, eu mereço coisa melhor.” “Tu é tão teimosa, que não consegue nem aceitar o que tu gosta. Sabe que não vai me largar, mas teima em achar que consegue. Tá vendo como a gente combina? Eu tenho atitudes imbecis, e você tem pensamentos babacas.” “Sua sinceridade é comovente. O que você não entende é que as vezes você me cansa. E cansa muito. Você é uma porcaria, Stubb. Daquelas que fazem mal pra saúde. Você pode ter certeza que tá longe de ser coisa boa.” “Já você, é boa até demais. Você é toda chata, toda nhenhenhe. Tu é toda não-me-toque, e eu nunca gostei disso. Se fosse algum amigo meu gostando de você, eu com certeza diria que ele tem um péssimo gosto. Na verdade, falo isso pra mim todo dia. Mas nunca me escuto. E acho que pior do que você, só eu. Porque continuo no teu pé.” “E você acha mesmo que é uma pessoa fácil de lidar? Você é a pessoa mais ogra do mundo. Tudo o que você sente você esconde. Você é um otário, Stubb. Me perde todos os dias. O problema é que depois você me ganha de novo. É tipo, sei lá. Um ciclo vicioso.” “Que você gosta.” “Quem disse? Eu odeio tudo que vem de você. Só não te odeio porque sou idiota. Porque tenho todos os motivos pra te odiar e nunca mais olhar na sua cara. Mas é que… Sei lá. É complicado abrir mão de você.” “É complicado porque a gente combina, cara. Tu sabe que eu tenho todos os motivos pra te largar de mão. Tu sabe que faz coisa errada, que tá sempre cercada de gente. Mas é que, porra, sou dependente de você pra caralho. E odeio isso na mesma intensidade.” “Você é um completo idiota.” “Nem preciso dizer porque a gente combina, né?
Robin and Stubb. 
Me recuso a ser infeliz.
Caio F. Abreu.